Cópia de Sem nome

Transtorno de Ansiedade Generalizada

Dr. Jonathan Dionizio

INTRODUÇÃO

A ansiedade é uma resposta natural a ameaças. Por exemplo, se você vai fazer uma prova difícil, é comum ficar com sintomas ansiosos.

Porém, em algumas circunstâncias, quando começa a interferir na vida do indivíduo, podemos estar diante de um transtorno ansioso.

A ansiedade se expressa com sintomas psíquicos (preocupações, ruminações, medo) e sintomas corporais ou somáticos (taquicardia, taquipneia, diarreia, tontura, tremores, formigamento).

Voltando ao nosso exemplo da prova, é comum a pessoa ficar com várias preocupações (será que eu vou passar? Acho que não estudei o suficiente. Eu nunca vou conseguir uma boa nota) e sintomas somáticos (tremores, diarreia, aperto no peito). Quem nunca passou por isso?

Agora, se esses mesmos sintomas acontecem continuamente, sem uma prova ou algo específico que justifique, é bem possível que seja uma ansiedade que necessite de um tratamento.

EPIDEMIOLOGIA

Os transtornos ansiosos são muito comuns. Uma em cada quatro pessoas tem pelo menos um transtorno ansioso. É um quadro que acontece mais em mulheres.

CAUSAS

É relacionado tanto a fatores genéticos como comportamentais. Existe uma predisposição a pessoas da mesma família apresentarem sintomas ansiosos semelhantes e com as sucessivas  exposições e aprendizados provindos das figuras mais próximas (pais, professores, amigos), a criança vai aprendendo sobre o que deve e não deve temer.

Algumas alterações em neurotransmissores cerebrais se relacionam também com o quadro – serotonina, noradrenalina, GABA.

SINTOMAS

Falando especificamente da ansiedade generalizada, ela se expressa por um quadro sustentado de ansiedade, por pelo menos 6 meses.

  • A pessoa sente-se à flor da pele, sempre preocupada e ansiosa em várias áreas.
  • Pensa demais em vários planos e soluções para possíveis problemas futuros.
  • Percebe o mundo como ameaçador – tudo é uma possível ameaça
  • Tem muito dificuldade em lidar com a incerteza
  • Não consegue deixar de lado as preocupações
  • Não consegue relaxar e se sentir descansado
  • Tem dificuldade em se concentrar e guardar informações, com vários esquecimentos e brancos

Junto a isso, sente-se fadigado (a), com dificuldades para dormir, com tensão muscular frequente, com irritabilidade, sudorese, náuseas .

Gera um prejuízo importante em diversas áreas da vida.

COMPLICAÇÕES

Pode se relacionar, ao longo do tempo, com a depressão maior, prejuízo em concentração, baixa energia.

Pode, ainda, piorar problemas intestinais, enxaqueca, dores crônicas, problemas de sono e cardiopatias.

DIAGNÓSTICO

É feito por um médico ou profissional de saúde mental.

TRATAMENTO

  • Psicoterapia
  • Medicações
  • Mudanças de estilo de vida – atividade física, dormir bem, técnicas de relaxamento (meditação, yoga), alimentação saudável, evitar álcool e outras substâncias, tratar dependência de nicotina e reduzir ou parar o uso do café

Leia mais sobre outros quadros:

Marque agora mesmo sua consulta. Estamos prontos para ajudar. 

  • Telefone: 4726-6251

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.